22 filmes lésbicos sem fetichização que você precisa assistir

A retratação de mulheres lésbicas na mídia sempre foi mostrada com uma série de estereótipos.  Geralmente, elas são divididas entre a “caminhão”, ou seja, aquela que se veste e se comporta de uma forma mais masculina, e a jovem desorientada que sente alguma atração por mulheres, mas que ao longo da vida é desestimulada a continuar e acaba fechando seu relacionamento ao lado de um homem.

De longe, um dos maiores problemas dessa retratação não esbarra necessariamente na superficialidade dos estereótipos, mas sim na fetichização dessas mulheres. A maioria dos filmes é filmada e dirigida por homens, e a maioria das atrizes são heterossexuais, o que implica em uma forma péssima de retratar as mulheres lésbicas, já que nenhum deles sabe como é, como se sente ou como se comporta uma lésbica. Em dezembro de 2013, uma polêmica tomou conta das redes quando as atrizes do filme Azul É A Cor Mais Quente revelaram ter se sentido exploradas ao serem obrigadas a fazer as cenas de sexo do longa.

Foto: Reprodução

Além da exploração, muitos filmes LGBT retratam a vida das lésbicas como uma grande orgia, sem aprofundamento na narrativa, na emoção ou na construção das personagens nos filmes. Buscando mostrar longas que saiam um pouco da visão fetichista da lesbianidade, separamos 22 filmes – de dramas à comédias -, que retratam histórias mais reais sobre essas mulheres. Confira!

Carol (2015)

Therese Belivet (Rooney Mara) é uma jovem em um emprego entediante vendendo brinquedos. Um dia, conhece Carol Aird (Cate Blanchett), uma mulher elegante que está buscando um presente de natal para a filha. Carol está se divorciando do marido, e diversas ocasiões fazem com que ela se aproxime da jovem Therese, começando uma história sincera e romântica. Quando Carol é impedida pelo marido de passar o natal com a filha, ela e Therese fazem uma viagem pelos Estados Unidos, mostrando uma realidade de intolerância, preconceito e resistência da paixão.

 

Amor Por Direito (2016)

Jersey Laurel Hester (Juliane Moore) é uma policial americana respeitada em seu trabalho. Ela se apaixona pela mecânica Stacie Andree (Ellen Page), e as duas iniciam um relacionamento sério. As duas enfrentam a maior dificuldade de suas vidas quando Jersey é diagnosticada com uma doença terminal, e iniciam uma batalha para que Stacie possa receber a pensão da esposa depois de sua morte. As autoridades se recusam a reconhecer a relação das duas e elas precisam enfrentar o preconceito dentro e fora da Justiça.

 

Flores Raras (2012)

O filme nacional conta a história da poeta Elizabeth Bishop (Miranda Otto), que viaja para o Rio de Janeiro em busca de motivação para continuar seus escritos. Lá, ela conhece a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares (Glória Pires), que no início não se dão bem, mas logo acabam se apaixonando uma pela outra. As duas começam um lindo romance permeado pelos problemas políticos da década de 50, inclusive mostrando a proposta de adotar uma filha por duas mulheres naquela época.

 

 

Como Esquecer (2010)

Esse romance nacional encantador mostra a história de Júlia (Ana Paula Arósio), uma professora de literatura inglesa que está sofrendo depois de ter sido abandonada pela companheira Antônia, depois de 10 anos de relacionamento. O filme mostra os períodos de dor, superação e novos romances, permeado por momentos de muita poesia e beleza na busca de um novo amor.

 

Assunto de Meninas (2003)

A sensível Mary Bradford (Mischa Barton), abalada com a morte da mãe, é levada pelo pai e a madrasta a um internato feminino. Lá ela se dá muito bem com as amigas, principalmente Paulie Oster (Piper Perabo) e Tory Moller (Jessica Paré). As duas amigas se envolvem em um relacionamento e Mary se torna a principal confidente do casal, vendo de perto as dificuldades e inseguranças das duas, sobretudo quando Paulie e Tory são pegas na cama. Por causa do preconceito, Tory se vê obrigada a começar um relacionamento heterossexual, e a trama gira em torno da dor e as paixões para lidar com essas dificuldades.

 

Desejo Proibido (2000)

Desejo Proibido mostra três histórias lésbicas que acontecem em períodos diferentes, mas na mesma casa. Em 1961, Abby (Marian Seldes) morre após um derrame e sua companheira por 50 anos, Edith (Vanessa Redgrave) precisa enfrentar a dor da perda e o preconceito por não ser considerada da família. Em 1972, Linda (Michelle Williams) é uma feminista expulsa junto com amigas da faculdade, por serem lésbicas. Em 2000, Fran (Sharon Stone) e Kal (Ellen DeGeneres) são duas lésbicas que desejam ter um filho com inseminação artificial, e precisam enfrentar dificuldades para realizar esse sonho.

 Yes or no: So, I Love You (2010)

Yes or No é o primeiro filme tailandês com temática lésbica, e conta a história de Pie (Aom), uma menina que se muda para um dormitório na faculdade e percebe que a companheira de quarto, Kim (Tina) se veste e parece com um menino. Apesar das dúvidas, as duas começam uma amizade, que logo é questionada se não está se transformando em um sentimento de amor e paixão.

 

Imagine Eu e Você (2005)

Essa comédia romântica mostra a história de Rachel (Piper Perabo), que no dia de seu casamento com Heck (Matthew Goode) conhece a linda florista Luce (Lena Headey). Inocente, Rachel se encanta pela florista e quer apresentá-la ao amigo do marido, mas esta revela ser lésbica. As duas começam a passar muito tempo juntas e Rachel passa a questionar seus sentimentos pelo marido, apaixonada pela amiga.

 

 

Pariah (2011)

O drama conta a história da jovem adolescente Pariah, uma garota de 17 anos que enfrenta baixa auto estima e não pode assumir sua sexualidade abertamente, principalmente na família. A trama fala sobre dores, rejeição e o refúgio que mulheres lésbicas adolescentes buscam nessa fase da vida.

 

Elena Undone (2010)

Por fora, Peyton (Traci Dinwiddiee Elena (Necar Zadegan) são praticamente opostas. A primeira é uma famosa escritora lésbica, e a segunda, mãe e esposa de um pastor conservador. O caminho das duas se cruza por acaso e logo começam uma amizade, que floresce para uma paixão que Elena não está disposta a aceitar. O drama mostra a dificuldade na aceitação da própria sexualidade, oprimida pelo desejo e pela sociedade para não aceitar o que o seu coração realmente quer.

 

 A Jovem Rainha (2017)

Cristina (Malin Buska) é a rainha coroada da Suécia, uma mulher enigmática e cheia de conflitos internos. Tal como uma grande líder, ela precisa enfrentar os problemas e dificuldades de ser a comandante do país, e ainda tem que lidar com uma atração que vem crescendo pela dama de companhia.

Quando a Noite Cai (1995)

Camille (Pascale Bussières) é uma professora conservadora em uma faculdade cristã de Toronto. Quando seu cachorro de estimação morre subitamente, ela é consolada por uma artista de circo que está passando pela cidade, Petra (Rachel Crawford). A vida das duas começa a mudar depois desse encontro, colocando em cheque o relacionamento de Camille com o namorado.

 

Toque de Veludo (2002)

Esse drama exibido pela BBC mostra a história de amor entre duas mulheres no século 19. A trama conta também sobre a vida londrina naquela década, em um romance envolvido por luxúria, miséria e cenários caprichados da época vitoriana.

Livrando a cara (2004)

A jovem cirurgiã Will Pang (Michelle Krusiec) tem uma carreira promissora, e descobre ser lésbica aos 28 anos, quando se apaixona pela bailarina Vivian (Lynn Chen). A moça planeja contar tudo para a mãe, mas as coisas viram de ponta cabeça quando esta aparece inesperadamente em sua casa.

A Incrível História de Duas Garotas Apaixonadas (1995)

Randy e Evie são duas adolescentes, uma rica e uma pobre, que estudam no mesmo colégio. As duas começam uma amizade intensa que evolui para sentimentos que não conseguem definir, gerando dúvidas, medos e descobertas. A trama é divertida e leve, que parece buscar levar o debate sobre homossexualidade para os jovens.

 

A Verdade Sobre Jane (2000)

A adolescente Jane (Ellen Muth) tem 15 anos e é muito parecida com a maior parte das jovens de sua idade. É popular, se dá bem com os pais, briga com o irmão mais novo, mas apesar de tudo, sente que tem algo de estranho com ela. Quando a jovem Taylor (Alicia Lagano) se muda para a mesma classe, elas se tornam grandes amigas, o que evolui para uma paixão. A trama mostra os dilemas em enfrentar o preconceito durante essa idade e as dificuldades em conversar com a família na descoberta.

 

Tempestade na Estrada

Stella (Olympia Dukakis) e Dot (Brenda Fricker) vivem juntas há 31 anos em uma cidade pacata nos Estados Unidos. Inesperadamente, Dot sofre um acidente doméstico que a deixa cega, e sua neta decide interná-la compulsoriamente em um asilo. Stella então planeja raptar a esposa do local e as duas começam juntas uma viagem até o Canadá, onde desejam se casar. No meio do caminho, conhecem um jovem bailarino e continuam a viagem a três, passando por descobertas, aprendizados e muitas histórias emocionantes.

Não consigo pensar “direito” (2008)

O drama conta a história de duas mulheres muito diferentes: Tala, que é de uma família tradicional na Jordânia, às vésperas de seu casamento conhece e se apaixona pela aspirante a escritora Leyla, uma jovem de ascendência indiana. As duas precisam enfrentar o peso das diferenças e das tradições para conseguir continuar esse romance.

 

Nunca Fui Santa (1999)

A jovem Megan (Natasha Lyonne) é uma típica líder de torcida americana: popular, estudiosa e namora com o capitão de time de futebol. Os pais, no entanto, começam a enxergar tendências homossexuais na garota, e decidem enviá-la para um “campo de reabilitação de sexualidade”, dirigido pelo ex-gay Mike (RuPaul), que tem um programa infalível de “cura”, em cinco passos.

 

Anatomia de uma Cena de Amor

Escrito, dirigido e encenado por mulheres, o drama conta a história das duas atrizes Zoe e Mal, que se apaixonaram quando gravavam uma dolorosa cena de amor há seis meses, e precisam re-encenar o filme depois de um romance conturbado e cheio de feridas.

 

Tomates Verdes Fritos (1991)

Esse filme clássico conta a história de Evelyn (Kathy Bates), uma dona de casa infeliz que conhece Ninny (Jessica Tandy) uma senhora idosa que adora contar histórias sobre décadas passadas. Inspirada pelas histórias, Evelyn cria uma forte amizade com a senhora e transforma seu comportamento. O drama mostra diversas surpresas e segredos, além de retratar o passado no futuro de uma forma emocionante e delicada.

 

Thamires Motta
Jornalista introvertida. Sapatona convicta. Vezenquando poeta, fotógrafa e tudo aquilo que a vida me permitir ser. Meio insegura, meio corajosa. No fundo, no fundo, só muito ansiosa para mudar o mundo.